Citações

Activismo

Alegria

Amizade

Anjos

Apostolado

Arrependimento

Bíblia

Bispo

Caridade

Castidade

Céu

Coração

Correcção Fraterna

Cristão

Cruz

Demónio

Deus

Devoções

Educar

Esmola

Espírito Santo

Família

Graça divina

Homem

Honrar pai e mãe

Humildade

Igreja

Jesus Cristo

Juízo

Liberdade

Língua

Liturgia

Luta Ascética

Mansidão

Maria

Misericórdia

Modéstia

Mundo

Obediência

Ocultismo

Oração

Paciência

Paz

Pecado

Penitência

Providência

Sacerdócio

Salvação

Santa Missa

Santidade

Soberba

Sofrimento

Temor de Deus

Verdade

Vontade de Deus

Activismo

«onosso tempo de contínuo movimento que chega frequentemente à agitação, com o risco de "fazer por fazer". Devemos resistir a esta tentação, procurando "ser" antes de "fazer"» S. João Paulo II, Novo millenio ineunte, 15

Alegria

«a roupa de um homem, o seu modo de sorrir e o seu modo de andar revelam aquilo que ele é» Ecl 19,27

«a alegria é o verdadeiro segredo do cristão» Pascal

«qualquer coisa que tu faças, fá-lo com alegria» S. Agostinho, En. in ps. 91, 5

«canta no júbilo. Que significa jubilar? Entender sem poder explicar por palavras aquilo que se canta com o coração» S. Agostinho, Ep. 32, II, 1, 8

«apenas a doação de ti próprio levar-te-á à alegria completa» Pe. Duarte Sousa Lara

«vejo sempre o lado bom das coisas» S. Teresinha do Menino Jesus

«cantai salmos, hinos e cânticos espirituais. Cantai e louvai o Senhor com todo o vosso coração» Ef 5,19

«nós vemos que os [jovens] que vivem na graça de Deus estão sempre alegres e também no tempo das aflições têm o coração feliz. Pelo contrário, os que se entregam aos prazeres vivem mal humorados, inquietos e por mais que se esforcem em achar a paz nos seus divertimentos, sentem-se cada vez mais infelizes» S. João Bosco, O jovem instruído na prática de seus deveres religiosos

«Viver de amor é navegar sem cessar, semeando a paz, a alegria em todos os corações» S. Teresinha do Menino Jesus

«Quando se ama tudo é alegria, a cruz não pesa, o martírio não se sente, vive-se mais no céu que na terra» S. Teresa dos Andes

Amizade

«a amizade é o que há de mais necessário para a vida» Aristóteles

«a amizade não é verdadeira se não sois vós a cimenta-la entre aqueles que a vós adirem, com a caridade do Espírito Santo, que infundistes nos nossos corações» S. Agostinho, Confess. 4, 4, 7

«a saúde e o amigo são os bens próprios da natureza humana» S. Agostinho, Serm. /D 1

«ama verdadeiramente o seu amigo aquele que no seu amigo ama Deus» S. Agostinho, Serm. >, 2, 2

«assim em todas as coisas humanas nada é caro ao homem sem um amigo» S. Agostinho, Ep. , 2, 4

«quando um vê o seu amigo a fazer alguma coisa de mal, tire-o disso: se não ouve, pronuncia também palavras de repreensão, grita, litiga» S. Agostinho, In Io. Ep. tr. 10, 7

«a gente acha que amar é simples, mas que encontrar o verdadeiro sujeito a ser amado, ou do qual ser amado seja difícil» E. Fromm, A arte de amar

«A verdadeira amizade consiste em aperfeiçoar-se mutuamente e em aproximar-se mais de Deus» S. Teresa dos Andes

«Jamais chegaremos a conhecer-nos, se juntos não procurarmos conhecer a Deus» S. Teresa de Jesus

Anjos

«nada impede que por virtude dos anjos se realizem certos fenómenos no mundo físico, que as causas naturais não seriam capazes de produzir por si mesmas» S. Tomás de Aquino, Summa theologiae, I, q. 110, a. 2

«os anjos apresentam aos homens a verdade inteligível debaixo das imagens sensíveis» S. Tomás de Aquino, Summa theologiae, I, q. 111, a. 1

«os homens, que são inferiores aos anjos, são iluminados por eles» S. Tomás de Aquino, Summa theologiae, I, q. 111, a. 1

Apostolado

«é necessário tornar melhores [aqueles que pecam] não constrangendo mas persuadindo» S. João Crisóstomo, De Sacerdotio

«a todo o discípulo de Cristo incumbe o encargo de difundir a fé, segundo a própria medida» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 17

«cheio de fé viva e esperança indefectível, o missionário seja homem de oração; arda no espírito de fortaleza, de caridade e de temperança; aprenda a bastar-se com o que tem; pelo espírito de sacrifício, leve em si o estado de morte de Jesus, a fim de que a vida de Jesus opere naqueles aos quais é enviado; com verdadeiro zelo gaste tudo e desgaste-se a si mesmo pelo bem das almas» Concílio Vaticano II, Ad gentes, 25

«arde de amor tu, assim serás em posição de atrair um outro» S. Agostinho, Serm. , 4

«seja cheia de paixão a vossa palavra, mas por causa do fervor da caridade, não pela exaltação da discórdia» S. Agostinho, Serm., 5

«não vos canseis de ganhar almas para Cristo, porque vós mesmos fostes ganhos» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 10, 9

«O homem contemporâneo escuta com melhor boa vontade as testemunhas do que os mestres, dizíamos ainda recentemente a um grupo de leigos, ou então se escuta os mestres, é porque eles são testemunhas» Beato Paulo VI, Evangelii nuntiandi, 41

«Quanto mais uma pessoa vive recolhida no íntimo da sua alma, mais forte é a irradiação que parte dela e atrai os outros ao seu redor» S. Teresa Benedita da Cruz

«Jamais me cansei em falar ou em ouvir falar de Deus: e isto desde que comecei a prática da oração» S. Teresa de Ávila

«É preciso alimentar a vida espiritual, especialmente quando se deve dar muito aos outros» S. Teresa Benedita da Cruz

Arrependimento

«não há arrependimento para eles [demónios] depois da queda, tal como não há arrependimento para os homens depois da morte» S. João Damasceno, De fide orthodoxa, II, 4

«hoje começo a servir a Deus» S. Carlos Borromeu

«Recomendo sobretudo que nunca se abandone a oração, porque com ela conhecemos o nosso estado, arrependemo-nos da ofensa feita a Deus e adquirimos força para poder erguer-nos» S. Teresa de Ávila

Bíblia

«desconhecer a Escritura é desconhecer Cristo» S. Jerónimo

«[a Escritura] fala de Cristo e nos orienta para o amor» S. Agostinho, De cath. rud. 4, 8

«quando lês, Deus fala contigo, quando rezas, tu falas com Deus» S. Agostinho, En. in ps. 85, 7

«eu próprio não acreditaria no Evangelho se não fosse movido pela autoridade da Igreja católica» S. Agostinho, Contra ep. Man. 5, 6

«a Escritura, divinamente inspirada, diz sempre a verdade, mas a nossa interpretação pode ser errada» S. Agostinho

«bebe portanto todos os dois cálices, do Antigo e do Novo Testamento, porque em ambos bebes Cristo» S. Ambrósio, Explanatio Ps. I, 33

Bispo

«ensina, por isso, o sagrado Concílio que, por instituição divina, os Bispos sucedem aos Apóstolos, como pastores da Igreja; quem os ouve, ouve a Cristo; quem os despreza, despreza a Cristo e Aquele que enviou Cristo (cfr. Lc 10,16)» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 20

«porém, o colégio ou corpo episcopal não tem autoridade a não ser em união com o Romano Pontífice, sucessor de Pedro, entendido como sua cabeça, permanecendo inteiro o poder do seu primado sobre todos, quer pastores quer fiéis» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 22

Caridade

«nenhum homem pode, de facto, ser verdadeiramente amigo do homem se não é antes de tudo amigo da verdade» S. Agostinho

«come um homem corrige o filho, assim o Senhor teu Deus te corrige» Dt 8,5-6

«é com as obras que se demonstra o amor» S. Gregório Magno

«Se amas dá até doer» S. Teresa de Calcutá

«o fim da vida espiritual é a união com Deus e esta realiza-se através da caridade» S. Tomás de Aquino

«outros põem a perfeição na austeridade, outros nas esmolas, outros na oração, outros na frequência dos sacramentos. Eu para mim não conheço outra perfeição que aquela de amar a Deus com todo o coração, porque todas as outras virtudes sem o amor não são outro que uma massa pedras. E se não gozamos perfeitamente deste santo amor, o defeito vem de nós, porque não nos damos completamente a Deus» S. Francisco de Sales

«o primeiro e mais necessário dom é a caridade, com que amamos a Deus sobre todas as coisas e ao próximo por amor d'Ele» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 42

«é, pois, pela caridade para com Deus e o próximo que se caracteriza o verdadeiro discípulo de Cristo» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 42

«evidentemente, este amor e benevolência de modo algum nos devem tornar indiferentes perante a verdade e o bem» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 28

«ama e faz o que quiseres; seja que te cales, cala-te por amor; seja que fales, fala por amor; seja que tu corrijas, corrige por amor; seja que tu perdoes, perdoa por amor» S. Agostinho, In Io. Ep. tr. 7, 8

«dois amores fizeram duas cidades: a cidade terrena feita pelo amor próprio até ao desprezo de Deus, a cidade celeste feita pelo amor de Deus até ao desprezo de si mesmo» S. Agostinho, De civ. Dei 14, 28

«cada um é tal qual o seu amor. Amas a terra? Serás a terra» S. Agostinho, In Io. Ep. tr. 2, 14

«ama-Vos menos quem Vos com outras coisas sem as amar por Vossa causa» S. Agostinho, Confess. 10, 29, 40

«Quando se ama, um não se cansa, ou se se cansa, este cansaço é amado» S. Agostinho, De bono vid. 21, 26

«só o amor distingue os filhos de Deus dos filhos do diabo» S. Agostinho, In Io. Ep. tr. 5, 7

«cada alma segue a sorte de aquilo que ama» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 7, 1

«quem não ama não tem motivação para observar os mandamentos» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 82, 3

«dá-me um coração que ame e compreenderá aquilo que digo» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 26, 4

«a caridade sem alegria não pode ser verdadeira caridade» S. Agostinho, En. In ps. 76, 6

«quem ama os irmãos suporta tudo pela unidade, porque o amor fraterno consiste na unidade da caridade» S. Agostinho, In Io. Ep. tr. 1, 12

«ama e persevera no amor» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 21, 15

«cantar é próprio de quem ama» S. Agostinho, Serm. 336, 1

«Se tiveres caridade, terás tudo» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 32, 8
«tem sempre alguma coisa para dar aquele do qual o peito está cheio de caridade» S. Agostinho, En. in ps. 36, d. 2, 13

«a boa vontade não consegue ir de férias!» S. Agostinho, En. in ps. 36, d. 2, 13

«não têm a caridade aqueles que não amam a unidade da Igreja» S. Agostinho, De bapt. 3, 16, 21

«ama com ordem» S. Agostinho, Serm. 65/A 8

«cada um é tal qual o amor que tem» S. Agostinho, In Io. Ep. tr. 2, 14

«tudo aquilo que há de penoso nos preceitos a caridade o torna doce» S. Agostinho, Serm. 72/A, 7

«se alguém não ama o Senhor seja anátema!» 1Cor 26,22

«a alma que ama Jesus Cristo não inveja os grandes do mundo, mas apenas aqueles que mais amam Jesus Cristo» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VII, subtítulo

«compreendi que sem o amor todas as obras são nada, até as mais brilhantes, como ressuscitar mortos e converter povos» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, VIII, 6

«no presente, já não tenho nenhum desejo, senão o de amar a Jesus com loucura» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, VIII, 20

«quantas vezes sou caritativa, é Jesus que obra em mim. Quanto mais unida estou a Ele, tanto mais amo as minhas irmãs» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, IX, 25

«existe uma maneira tão graciosa de negar o que não se pode dar, que a negação causa tanto prazer como o próprio dom» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, IX, 36

«o amor alimenta-se de sacrifícios» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, X, 8

«amar alguém significa querer o seu bem» S. Tomás de Aquino, Summa theologiae, I-II, q. 77, a. 4

«amar a Deus é um dom de Deus» S. Agostinho, Serm. 297, 1

«nenhum bem é perfeitamente conhecido se não é perfeitamente amado» S. Agostinho, De diversis questionibus octoginta tribus liber unus, 35, 2

«não é o valor nem a santidade aparente das acções aquilo que conta, mas apenas o amor que se pões nelas» S. Teresinha do Menino Jesus, Obras completas, conselhos e recordações

«para que a caridade, como boa semente, cresça e frutifique na alma, cada fiel deve ouvir de bom grado a Palavra de Deus, e cumprir, com a ajuda da graça, a Sua vontade, participar frequentemente nos sacramentos, sobretudo na Eucaristia, e nas funções sagradas, dando-se continuamente à oração, à abnegação de si mesmo, ao serviço efectivo de seus irmãos» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 42

«Não diminuir em nada a doutrina salutar de Cristo é eminente forma de caridade para com as almas» Beato Paulo VI, Humanae vitae, 29

«Jesus não olha tanto a grandeza das acções, nem mesmo as suas dificuldades, quanto o amor com que as fazemos» S. Teresinha do Menino Jesus

«O amor do Senhor não tem limites. Que não o tenha tampouco o nosso» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Nada do que é feito por amor é pequeno» S. Teresinha do Menino Jesus

«O meu próximo não é aquele que me é simpático, mas é aquele que está junto de mim» S. Teresa Benedita da Cruz

«O amor não consiste em sentir grandes coisas» S. João da Cruz

«Não consiste o amor de Deus em ter lágrimas; nem gostos e ternuras, mas sim em servi-lo com justiça, fortaleza de ânimo e humildade» S. Teresa de Ávila

«A alma que caminha no amor não cansa nem se cansa» S. João da Cruz

«A caridade é a máxima norma, e tudo deve tender para ela» S. Vicente de Paulo, Carta 2546

Castidade

«penso nos namorados e como é difícil para eles viverem, no mundo actual, a pureza antes do matrimónio» S. João Paulo II, aos jovens na JMJ 19.08.2000

«Quem tiver relações sexuais com algum animal será réu de morte» Ex 22,18

«o acto sexual deve ter lugar só exclusivamente no Matrimónio, e, fora dele, constitui sempre um pecado grave e exclui da comunhão sacramental» Catecismo da Igreja Católica, 2390

«o amor conjugal é muitas vezes profanado pelo egoísmo, o amor do prazer e por práticas ilícitas contra a geração» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 47

«não sabeis que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, que está em vós e que recebestes de Deus?... e que, portanto não pertenceis avós mesmos? Alguém pagou alto preço pelo vosso resgate; glorificai, portanto, a Deus em vosso corpo» 1Cor 6,19-20

«a desordem no uso do sexo tende a destruir progressivamente a capacidade de amar da pessoa, fazendo do prazer - em vez do dom sincero de si mesmo - o fim da sexualidade e reduzindo as outras pessoas a objectos da própria gratificação» Pontifício Conselho para a Família, Sessualità umana: verità e significato, 105

Céu

«o Céu é o fim último e a realização das aspirações mais profundas do homem, o estado de felicidade suprema e definitiva» Catecismo da Igreja Católica, 1024

«quando se deseja um fim, há que empregar os meios necessários para alcança-lo» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, VII, 4

«[o Céu è] um santo e perpetuo repouso sem qualquer cansaço ou peso; não consiste numa inoperosa ociosidade, mas numa inexprimível paz cheia de deliciosa actividade» S. Agostinho, Epist. ad Iannerion, 55, 9, 17

Coração

«o homem vê as aparências, e Javé vê o coração» 1Sam 16,7

«só Ele [Jesus] é capaz de satisfazer as aspirações mais profundas do coração humano» S. João Paulo II, aos jovens na JMJ 19.08.2000

«fizeste-nos para Vós, Senhor, e o nosso coração é inquieto enquanto não repousa em Vós» S. Agostinho, Confess. 1, 1,1

«para elevar o coração, basta mudar de vontade» S. Agostinho, En. in ps. 85, 6

«aquele que ama verdadeiramente a paz ama também os inimigos da paz» S. Agostinho, Serm. 357, 1

«O Deus de bondade e de misericórdia recompensará, magnificamente, não somente as acções brilhantes realizadas por ele, mas ainda o simples desejo de servi-lo e de amá-lo, pois ele vê tudo, seu olho penetra o fundo dos corações, os mais secretos pensamentos não lhe estão escondidos» S. Teresinha do Menino Jesus

Correcção Fraterna

«se tu não avisas o injusto para que mude de comportamento, o injusto morrerá por causa da sua própria culpa, mas é a ti que Eu pedirei contas do seu sangue. Mas se avisares o injusto para que mude de comportamento, e ele não mudar, ele morrerá por causa da sua própria culpa, mas tu terás salva a tua vida» Ez 33,8-9

«não deve odiar o homem por causa do seu vicio nem amar o vicio por causa do homem, mas deve odiar o vicio e amar o homem» S. Agostinho, De civ. Dei 14, 6

«tudo aquilo que fizeres com animo ferido será irritação de um que pune e não amor de um que corrige. Ama e depois faz aquilo que quiseres» S. Agostinho, Exp. ep. ad Gal. 57

«ama o pecador, não enquanto é pecador mas enquanto é homem» S. Agostinho, Serm. 4, 20

«é melhor ser repreendido por um homem justo, que ser louvado por um pecador» S. Agostinho, De divv. qq. 83, 3

«se se inflige um castigo em virtude da caridade, não desapareça do coração a mansidão» S. Agostinho, Serm. 83, 8

«repreender com ira faz mais dano que proveito» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VI, 4

«Mais vale ouvir a repreensão do sábio do que escutar a cantilena dos insensatos» Ecl 6,5

Cristão

«a primeira vocação do cristão é a de seguir Jesus» Catecismo da Igreja Católica

«alegremo-nos pois e dê-mos graças a Deus: nós não fomos apenas feitos cristãos, mas tornámo-nos Cristo» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 21, 8

«se crês de não ter tribulações, ainda não começastes a ser cristão» S. Agostinho, En. in ps. 55, 4

«é melhor um coxo que caminha pela estrada, que um corredor fora da estrada» S. Agostinho, Serm. 169, 15, 18

«quem são os inimigos da Igreja? Os pagãos, os judeus? Piores de todos vivem os maus cristãos» S. Agostinho, En. in ps. 30, II, d. 2, 6

«Quem começa a servir verdadeiramente ao Senhor, o mínimo que lhe pode oferecer é a vida» S. Teresa de Ávila

«Demos a Jesus, com alegria, tudo o que Ele nos pede, sem guardar nada» S. Teresinha do Menino Jesus

«Pergunto-me muitas vezes como não nos tornamos loucos de amor por Nosso Senhor» S. Teresa dos Andes

«Nunca tomes um homem por exemplo no que tiveres a fazer, por santo que seja, porque o demónio porá diante de ti as suas imperfeições; mas imita a Cristo que é sumamente perfeito e sumamente santo e jamais errarás» S. João da Cruz

«Uma alma unida e identificada com Jesus pode tudo» S. Teresa dos Andes

«se entrares para o serviço de Deus, prepara a tua alma para a provação» Sir 2,1

«A punição que os bons sofrem, quando se recusam a tomar parte no governo, é viver sob o governo dos maus» Platão

«Todos nós fomos templo do diabo antes do Baptismo» S. Cesário de Arles, Sermo 229

Cruz

«o meu livro è o crucifixo» S. Tomás de Aquino

«todo o amor, que é verdadeiro, exige sacrifício, exige renúncia, exige dádiva e entrega» Ir. Lúcia, Apelos da Mensagem de Fátima, p. 33

«Jesus na Cruz! Eis a prova do Amor de Deus» S. Afonso Maria de Ligório, Considerações sobre a Paixão de Jesus Cristo

«Quem não busca a cruz de Cristo não busca a glória de Cristo» S. João da Cruz

«A bendita Cruz é dolorosa, por isso é tão santificadora» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Aqueles que entendem o que é a cruz de Cristo, devem carregá-la em nome de todos» S. Teresa Benedita da Cruz

«A cruz é o caminho que conduz da terra ao céu. Quem a abraça com fé, amor, esperança, é levado para o alto, até o seio da Trindade» S. Teresa Benedita da Cruz

«Aconteça o que acontecer, permaneçamos abraçados à cruz» S. Teresa de Ávila

«Temos por modelo a Virgem Santíssima. Permaneçamos com Ela ao pé da cruz com viva fé e perfeito amor» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Tenho por certíssimo: Deus dá muito maiores cruzes aos que verdadeiramente O amam» S. Teresa de Ávila

«Só se adquire a ciência da cruz, carregando-a nos ombros» S. Teresa Benedita da Cruz

Demónio

«pelo pecado dos primeiros pais, o Diabo adquiriu um certo domínio sobre o homem, embora este permanecesse livre» Catecismo da Igreja Católica, 407

«esta dramática situação do mundo, que "está sob o poder do Maligno" (1 Jo 5,19; cf. 1 P 5,8), transforma a vida do homem num combate» Catecismo da Igreja Católica, 409

«um duro combate contra os poderes das trevas atravessa toda a história dos homens» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 37

«mas, muitas vezes, os homens, enganados pelo demónio, desorientam-se em seus pensamentos e trocam a verdade de Deus pela mentira, servindo a criatura de preferência ao Criador (cfr. Rom 1, 21.25)» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 16

«não de todas as coisas se deve acusar o diabo, ás vezes o próprio homem é diabo para si mesmo» S. Agostinho, Serm. 163/B, 5

«o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Por conseguinte, não é surpreendente que os seus ministros se transfigurem em servidores da justiça» 2Cor 11,14

«o demónio está á minha volta, não o vejo, mas sinto-o» S. Teresinha do Menino Jesus, Conselhos e recordações

«nós não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas sim contra os Principados e Potestades, contra os Dominadores deste mundo tenebroso e contra os espíritos malignos espalhados pelos ares» Ef 6,12

«sede sóbrios e vigiai, porque o demónio, vosso adversário, anda ao redor de vós, como um leão que ruge, buscando a quem devorar» 1Ped 5,8-9

«Submetei-vos a Deus. Resisti ao Diabo e ele fugirá de vós» Tg 4,7

«Travou-se uma batalha no Céu: Miguel e seus Anjos declararam guerra ao Dragão. O Dragão e os seus anjos combateram, mas não resistiram. E nunca mais encontraram lugar no Céu: O grande Dragão, a Serpente antiga - a que chamam também Diabo e Satanás - o sedutor de toda a humanidade, foi lançado à terra; e, com ele, foram lançados também os seus anjos» Ap 12,7-9

«O diabo foi assassino desde o princípio. Nunca foi pela verdade porque nele não há verdade. Quando fala mentira, fala do que lhe é próprio, porque é mentiroso e pai da mentira» Jo 8,44

«Um dia, quando íamos à oração, encontrámos uma serva que tinha um espírito pitónico e dava muito lucro aos seus senhores, exercendo a adivinhação. Começou a seguir Paulo e a nós, bradando: "Estes homens são servos do Deus Altíssimo e anunciam-vos o caminho da salvação". Isto repetiu-se durante vários dias seguidos. Por fim; já agastado; Paulo voltou-se e disse ao espírito: "Ordeno-te, em nome de Jesus Cristo, que saias desta mulher". E o espírito saiu imediatamente» Act 16,16-18

«O demónio teme a alma unida a Deus como ao próprio Deus» S. João da Cruz

Deus

«Deus é tão inexaurível, que, quando se encontra, está ainda todo por encontrar» S. Agostinho

«Vós, Trindade eterna, sois um mar profundo, no qual, quanto mais procuro, mais encontro e, quanto mais encontro, mais cresce a sede de Vos procurar» S. Catarina de Sena

«a ignorância do verdadeiro Deus, é para um Estado a pior das calamidades» Platão

«De facto da grandeza e beleza das criaturas por analogia se conhece o Autor» Sap 13,5

«a impossibilidade que sinto para provar que Deus não existe, é a melhor prova para mim da Sua existência» Pascal

«Deus fala ao homem através da Criação visível» Catecismo da Igreja Católica, 1147

«tarde Vos amei, o Beleza tão antiga e tão nova, tarde Vos amei! Sim, porque tu eras dentro de mim e eu estava fora» S. Agostinho, Confess. 10, 27, 38

«Agrada a Deus aquele a quem Deus agrada» S. Agostinho, En. in ps. 32, II, d. 1, 1

«procurando-Vos, meu Deus, eu procuro a felicidade da minha vida» S. Agostinho, Confess. 10, 20, 29

«ocorre conhecer Deus para saber amá-Lo» S. Agostinho, En. in ps. 118, d. 8, 1

«cada celebração sacramental é um encontro dos filhos de Deus com seu Pai, em Cristo e no Espírito Santo» Catecismo da Igreja Católica, 1153

«Vejo em meios das trevas, com grande clareza, o quanto é vão tudo o que não é Deus» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«A essência mais íntima do amor é a doação. Deus que é amor, dá-Se à criatura que ele mesmo criou por amor» S. Teresa Benedita da Cruz

«Deus está sedento do amor de suas criaturas. O próprio Deus mendiga por nós. Demo-nos a Ele. Não sejamos mesquinhos, porque Deus é todo bondade e generosidade para conosco» S. Teresa dos Andes

Devoções

«o Rosário é a minha oração predilecta» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 2

«por sua natureza, a recitação do Rosário requer um ritmo tranquilo e uma certa demora a pensar» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 12

«o Rosário pode ser recitado integralmente todos os dias, não faltando quem louvavelmente o faça» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 38

«verdadeiramente importante é que o Rosário seja cada vez mais visto e sentido como itinerário contemplativo» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 38

«entre todo as homenagens à Mãe de Deus, não conheço nenhuma que lhe seja mais agradável que o Rosário» S. Afonso Maria de Ligório

«não compreendo um sacerdote sem o Terço» S. Camilo

«todas as minhas obras e trabalhos têm como base duas coisas: a Missa e o Terço» S. João Bosco

«nunca será tido como bom cristão aquele que não rezar o Terço» S. António Maria Claret

«se quiserdes que a paz reine nas vossas famílias, rezai todos os dias em família o Rosário, pois ele é o compêndio do Evangelho e dá a paz a quantos o rezam» S. Pio X

«Não sei verdadeiramente como se pode pensar na Rainha dos Anjos, no tempo em que passou com o Menino Jesus, sem dar graças a São José, pelo auxílio que Lhes prestou» S. Teresa de Ávila

«A outros Santos parece ter dado o Senhor graça para socorrer numa determinada necessidade. Ao glorioso São José tenho experiência de que socorre em todas» S. Teresa de Ávila

«Quer o Senhor dar a entender que assim como lhe foi sujeito na terra ,- pois São José na qualidade de pai, embora adoptivo, o podia mandar - assim no céu atende a todos os seus pedidos» S. Teresa de Ávila

Educar

«recordem os pais que é seu dever vigiar cuidadosamente por que os espectáculos, as leituras e coisas parecidas que possam ofender a fé ou os bons costumes não entrem no lar e por que os seus filhos não os vejam noutra parte» Concílio Vaticano II, Inter mirifica

«Se desejas a sabedoria guarda os mandamentos» Sir 1,33

Esmola

«a água apaga o fogo, e a esmola apaga os pecados» Ecl 3,29

«a esmola salva da morte e purifica de todo o pecado» Tb 12,9

«pensa que naquele que pobre é o próprio Cristo que sofre, e te pede ajuda» S. João Crisóstomo, Com. à Epist. Rom. Homilia 15, 6

Espírito Santo

«os dons do Espírito Santo são hábitos que servem a predispor o homem a obedecer ao Espírito Santo» S. Tomás de Aquino, Summa theologiae, I-II, q. 68, a. 3, c.

«o racionalismo moderno não tolera o mistério» Fr. Stan Fortuna, cfr

«a caridade é a força da fé e a fé é a força da caridade» S. Leão Magno, Sermo 45

«o Espírito Santo é o agente principal da evangelização» Beato Paulo VI

Família

«é sobretudo, na família cristã, ornada da graça e do dever do sacramento do Matrimónio, que devem ser ensinados os filhos desde os primeiros anos, segundo a fé recebida no Baptismo a conhecer e a adorar Deus e a amar o próximo» Concílio Vaticano II, Gravissimum educationis, 3

«a família que reza unida, permanece unida» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 41

«muitos problemas das famílias contemporâneas, sobretudo nas sociedades economicamente evoluídas, derivam do facto de ser cada vez mais difícil comunicar» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 41



«com a fé, vejo mistérios; sem a fé, vejo absurdos» Pascal

«todo o ser humano tem dentro de si algo do apóstolo Tomé» S. João Paulo II, aos jovens na JMJ, 19.08.2000

«sem a fé não é possível agradar a Deus» Heb 11,6

«para obter a salvação é necessário acreditar em Jesus Cristo e n'Aquele que O enviou para nos salvar» Catecismo da Igreja Católica, 161

«a compreensão é a recompensa da fé. Portanto não procures compreender para crer, mas antes crê para compreender» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 29, 6

«a tua vontade será verdadeiramente livre se for crente. Serás livre, se fores escravo, livre do pecado, escravo da justiça» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 41, 8

«Cristo toca-Se com a fé» S. Agostinho, Serm. 246, 4

«esta é a minha fé, porque esta é a fé católica» S. Agostinho, De Trin. 1, 4, 7

«é a ressurreição dos mortos que distingue a vida da nossa fé daqueles que morrem sem fé» S. Agostinho, Serm. 215, 6

«é cansativo o tempo da fé» S. Agostinho, Serm. 38, 4

«todo o nosso empenho nesta vida consiste em curar o olho do coração para chegar a ver Deus» S. Agostinho, Serm. 88, 5, 5

«Jesus não fez muitos milagres em Nazaré por causa da falta de fé daquela gente» Mt 13,58

Graça divina

«a liberdade do homem, ferida pelo pecado, só com a ajuda da graça divina pode tornar plenamente efectiva esta orientação para Deus» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 17

«coração ao alto! Esperança em Deus, não em ti mesmo» S. Agostinho, Serm. 229, 3

«o homem flutua entre a presunção e a desesperação» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 33, 8

«nós sem Vós que coisa somos se não aquele Pedro que Vos renega três vezes» S. Agostinho, Serm. 229/P, 4

«tudo quanto sou deriva da Vossa misericórdia» S. Agostinho, En. in ps. 58, d. 2, 11

«a graça cura a vontade com a qual se ama livremente a justiça» S. Agostinho, De spir. et litt. 30, 52

«Deus coroa não os teus méritos mas os Seus dons» S. Agostinho, De gr. et l. arb. 6, 14-15

«muitas almas dizem: não tenho força para fazer tal sacrifício. Deus não nega nunca a primeira graça que dá a força para agir; depois o coração fortifica-se, e vai-se de vitória em vitória» S. Teresinha do Menino Jesus, Últimas conversas, 8-VIII

«sem Mim nada podeis fazer» Jo 15,5

«A oração é uma escada de Jacó, pela qual o homem eleva sua alma a Deus e a graça de Deus desce ao homem» S. Teresa Benedita da Cruz

Homem

«todos os homens, que são pessoas dotadas de razão e de vontade livre e por isso mesmo com responsabilidade pessoal, são levados pela própria natureza e também moralmente a procurar a verdade» Concílio Vaticano II, Dignitatis humanae, 2

«o homem ouve e reconhece os ditames da lei divina por meio da consciência, que ele deve seguir fielmente em toda a sua actividade, para chegar ao seu fim que é Deus» Concílio Vaticano II, Dignitatis humanae, 3

«a razão mais sublime da dignidade do homem consiste na sua vocação à união com Deus» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 19

«o mistério do homem só no mistério do Verbo encarnado se esclarece verdadeiramente» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 22

«o homem vale mais por aquilo que é do que por aquilo que tem» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 35

«ninguém pode ser verdadeiramente amigo do homem se não é antes de tudo amigo da verdade» S. Agostinho, Ep. 155, 1

«se por um momento Deus não nos assiste com a Sua graça, estamos perdidos» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, IX, 5

«mediante o Rosário, o crente alcança a graça em abundância» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 1

«a graça é a glória no exílio» Beato John Henry Newman

Honrar pai e mãe

«honra teu pai com acções e palavras, para que desça sobre ti a sua bênção» Ecl 3,8

Humildade

«a primeira via é a humildade, a segunda é a humildade, a terceira é a humildade, e quantas vezes me perguntares, tantas eu te responderei a mesma coisa» S. Agostinho, Ep. 118, 3, 22

«seremos maiores se formos mais humildes» S. Agostinho, En. in ps. 146, 16

«a humildade consiste em caminhar na verdade» Santa Teresa de Jesus, Castelo interior, cap. 10, 7

«Sem humildade não pode haver virtude alguma» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Diante da Sabedoria infinita, mais vale um breve desejo de humildade com algum ato da mesma, do que toda a ciência do mundo» S. Teresa de Ávila

«Calar quando somos acusados injustamente é um grande ato de humildade, e imitamos mais intimamente Nosso Senhor» S. Teresa de Ávila

«Para as suas grandes obras, Deus escolhe os instrumentos mais humildes» Serva de Deus Madre Maria José de Jesus

«Para enamorar-se Deus de uma alma, não olha a sua grandeza, mas a grandeza de sua humildade» S. João da Cruz

«Consinta em tropeçar a cada passo, até em cair, em levar suas cruzes sem forças, ame sua impotência; sua alma tirará mais proveito do que se, levada pela graça, você praticasse com entusiasmo actos heróicos que encheriam sua alma de satisfação pessoal e de orgulho» S. Teresinha do Menino Jesus

«Sente-se uma grande paz, quando se é absolutamente pobre, quando só se conta com o bom Deus» S. Teresinha do Menino Jesus

«O caminho verdadeiro e seguro para chegar ao Céu é a humildade» S. Agostinho, De civitate Dei, 16,4

Igreja

«aquilo que distingue a fé cristã, em relação a todas as outras religiões, é a certeza de que o homem Jesus de Nazaré é Filho de Deus, o Verbo feito carne, a segunda pessoa da Trindade que veio ao mundo» S. João Paulo II, Mensagem aos jovens por ocasião da XV Jornada Mundial da Juventude, 29.06.1999

«para em tudo acertar, devemos estar sempre dispostos a que o branco, que eu vejo, acreditar que é negro, se a Igreja hierárquica assim o determina. Porque creio que entre Cristo, nosso Senhor, esposo, e a Igreja, sua esposa, não há senão um mesmo Espírito que nos governa e dirige para a salvação das nossas almas» S. Inácio de Loyola, Exerc. Esp., 365

«deposto todo o juízo próprio, devemos ter o espírito preparado e pronto para obedecer em tudo à verdadeira Esposa de Cristo, nosso Senhor, que é a nossa santa Mãe e Igreja hierárquica» S. Inácio de Loyola, Exerc. Esp., 353

«a unidade da Igreja não é uniformidade, mas integração orgânica das legítimas diversidades» S. João Paulo II, Novo millenio ineunte, 46

«a Igreja «prossegue a sua peregrinação no meio das perseguições do mundo e das consolações de Deus», anunciando a cruz e a morte do Senhor até que Ele venha (cfr. Cor. 11,26). Mas é robustecida pela força do Senhor ressuscitado, de modo a vencer, pela paciência e pela caridade, as suas aflições e dificuldades tanto internas como externas, e a revelar, velada mas fielmente, o seu mistério, até que por fim se manifeste em plena luz» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 8

«todos os que são de Cristo e têm o Seu Espírito, estão unidos numa só Igreja e ligados uns aos outros n'Ele (cfr. Ef 4,16)» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 49

«a fidelidade para com Cristo não se pode separar da fidelidade para com a Igreja» Concílio Vaticano II, Prebyterorum ordinis, 14

«não há nada de mais salutar na Igreja católica do que o primado da autoridade sobre a razão» S. Agostinho, De mor. Eccl. cath. 1, 25, 47

«entre as perseguições do mundo e as consolações de Deus, peregrinando caminha a Igreja» S. Agostinho, De civ. Dei. 18, 51, 2

«nenhum pode encontrar a benevolência de Deus Pai se despreza a Mãe Igreja» S. Agostinho, Serm. 225/A, 2

«aquilo que a alma é para o corpo humano, o Espírito Santo é o para o Corpo de Cristo que é a Igreja» S. Agostinho, Serm. 267, 4

«se amais Jesus, amai a Igreja!» S. João Paulo II, Homilia aos jovens 28.07.2002

«Pois onde está a Igreja, aí está o Espírito de Deus; e onde está o Espírito de Deus, aí está a Igreja e toda a espécie de graça» Santo Ireneu de Lião, Adversus haereses, 3, 24, 1

«Não é possível separar alguém por distância de espaço, quando estamos unidos a Deus» S. Teresa Benedita da Cruz

«Não precisamos de uma Igreja que mude com o mundo. Precisamos de uma Igreja que mude o mundo» Chesterton

«Nós na verdade não queremos uma religião que esteja certa quando nós estamos certos. O que queremos é uma religião que esteja certa quando nós estamos errados» Chesterton

Jesus Cristo

«Jesus Cristo é verdadeiro Deus e verdadeiro homem» Catecismo da Igreja Católica, 464

«a primeira vocação do cristão é a de seguir Jesus» Catecismo da Igreja Católica, 2232

«chegas a Cristo Deus através de Cristo homem» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 13, 4

«que pena para nós não dar-Lhe [a Cristo] tudo o que pudemos» S. Teresinha do Menino Jesus, Conselhos e recordações

Juízo

«é perante Jesus Cristo, que é a verdade, que será definitivamente posta a nu a verdade da relação de cada homem com Deus. O Juízo final revelará até às suas últimas consequências o que cada um tiver feito o deixado de fazer de bem durante a sua vida terrena» Catecismo da Igreja Católica, 1039

«ignoramos o tempo em que a terra e a humanidade atingirão a sua plenitude, e também não sabemos que transformação sofrerá o universo» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 39

«muitas acções serão em si louváveis, mas porque são feitas por outro fim que a divina gloria, pouco o nada valem junto de Deus» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VII, 3

Liberdade

«os anjos e os homens, criaturas inteligentes e livres, devem cainhar para o seu último destino por livre escolha» Catecismo da Igreja Católica, 311

«a primeira liberdade é não ter pecados graves» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 41, 9

«quando encontrares em Deus a tua delícia, serás livre» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 41, 10

«a livre vontade será tanto mais livre quanto mais sã e será tanto mais sã quanto mais estiver submetida á misericórdia e á graça divina» S. Agostinho, Ep. 157, 2, 8

«a liberdade não se teria perdido se a vontade tivesse permanecido boa» S. Agostinho, De perf. iust. hom. 4, 9

«a lei da liberdade não é outra que a lei da caridade» S. Agostinho, Ep. 167, 6, 19

«antes de morrer, não louves ninguém» S. Agostinho, En. in ps. 99, 11

«quem recusa o dom de Deus é responsável por esta recusa» S. Agostinho, Serm. 32, 23

«Deus nos criou como seres inteligentes que pensam e conhecem, capazes de descobrirmos Deus, criou-nos como seres livres, capazes de discernir o bem e o mal e decidirmo-nos por um deles e, na base da escolha feita, merecermos a eterna recompensa ao o castigo eterno» Ir. Lúcia, Apelos da Mensagem de Fátima, P. 27

«somos de certo modo pais de nós mesmos, quando, pela boa disposição de espírito e pelo livre arbítrio, nos formamos a nós mesmos» S. Gregório de Nissa, Homilia 6

«só é livre aquele que vive para Cristo. Esse está por cima de todos os males, e se não quer causar dano a si mesmo, ninguém lhe o pode causar jamais. Ao servidor de Cristo ninguém o consegue atacar. Não lhe afecta a perda do dinheiro, porque sabe que nada trouxemos a este mundo e nada poderemos levar. Não lhe domina a ambição, nem o amor da glória terrena, pois sabe que a nossa morada está no céu. Não lhe pesam as injúrias nem lhe irritam os golpes. Para o cristão só há uma desgraça: ofender a Deus. Todo o mal: perda dos bens, desterro da pátria, perigo de vida, nem se quer o tem por mal. E aquilo que todos temem, o sair deste mundo, é para ele mais doce que a própria vida» S. João Crisóstomo, Ad Theodorum lapsum, 2,5

Língua

«não deixes de falar no momento oportuno, e não escondas a tua sabedoria» Ecl 4,23

«nunca repitas um boato» Ecl 19,7

«que a tua vida não profira um testemunho contrastante com a tua língua» S. Agostinho, Serm. 34, 6

«A maior necessidade que temos para progredir é calar, diante deste grande Deus, o apetite e a língua, pois a linguagem que Ele mais ouve é a do amor silencioso» S. João da Cruz

«A sabedoria entra pelo amor, silêncio e mortificação. Grande sabedoria é saber calar e não reparar no que dizem ou fazem, nem nas vidas alheias» S. João da Cruz

Liturgia

«Conserve-se o uso do latim nos ritos latinos, salvo o direito particular. Dado, porém, que frequentemente o uso da língua vulgar pode ser de grande utilidade para o povo, quer na Missa, quer na administração dos Sacramentos, quer nas outras partes da Liturgia, poderá dar-se um lugar mais amplo à língua vulgar, especialmente nas leituras e admonições, em algumas orações e cantos» Concílio Vaticano II, Sacrosanctum Concilium, 36, §1-2

«interessa muito que os fiéis compreendam facilmente os sinais sacramentais e recebam com a maior frequência possível os sacramentos que foram instituídos para alimentar a vida cristã» Concílio Vaticano II, Sacrosanctum Concilium, 59

«recomenda-se também aos leigos que recitem o Ofício divino, quer juntamente com os sacerdotes, quer uns com os outros, ou mesmo particularmente» Concílio Vaticano II, Sacrosanctum Concilium, 100

«o domingo é, pois, o principal dia de festa a propor e inculcar no espírito dos fiéis; seja também o dia da alegria e do repouso» Concílio Vaticano II, Sacrosanctum Concilium, 106

«a Igreja reconhece como canto próprio da liturgia romana o canto gregoriano» Concílio Vaticano II, Sacrosanctum Concilium, 116

«os textos destinados ao canto sacro devem estar de acordo com a doutrina católica e inspirar-se sobretudo na Sagrada Escritura e nas fontes litúrgicas» Concílio Vaticano II, Sacrosanctum Concilium, 121

«o meu saltério é a minha alegria» S. Agostinho, En. in ps. 137, 3

«sobretudo a partir dos anos da reforma litúrgica pós-conciliar, por um ambíguo sentido de criatividade e adaptação, não faltaram abusos, que foram motivo de sofrimento para muitos. Uma certa reacção contra o «formalismo» levou alguns, especialmente em determinadas regiões, a considerarem não obrigatórias as «formas» escolhidas pela grande tradição litúrgica da Igreja e do seu magistério e a introduzirem inovações não autorizadas e muitas vezes completamente impróprias» S. João Paulo II, Ecclesia de Eucharistia, 52

«o sacerdote, que celebra fielmente a Missa segundo as normas litúrgicas, e a comunidade, que às mesmas adere, demonstram de modo silencioso mas expressivo o seu amor à Igreja» S. João Paulo II, Ecclesia de Eucharistia, 52

«as normas litúrgicas sejam observadas, com grande fidelidade, na celebração eucarística» S. João Paulo II, Ecclesia de Eucharistia, 52

«Deus mesmo nos educa a caminharmos com a mão na Sua mão, isto por meio da liturgia da Igreja» S. Teresa Benedita da Cruz

Luta Ascética

«empenhado nesta batalha [contra os poderes das trevas], o homem vê-se na necessidade de lutar sem descanso para aderir ao bem. Só através de grandes esforços é que, com a graça de Deus, consegue realizar a sua unidade interior» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 37

«para possuir e contemplar a Deus, os fiéis de Cristo mortificam os seus maus desejos, e com a graça do mesmo Deus levam a melhor sobre as seduções do prazer e do poder» Catecismo da Igreja Católica, 2549

«é melhor ter menos necessidades que ter mais coisas» S. Agostinho, Regula 5

«te desagrade sempre aquilo que és, se queres ganhar aquilo que não és» S. Agostinho, Serm. 169, 18

«a maior das vitórias é a de vencer-se a si mesmo» S. Teresinha do Menino Jesus, Conselhos e recordações

«não há santidade sem renúncia e combate espiritual» Catecismo da Igreja Católica, 2015

«Dar espaço a Deus na alma, significa empreender uma luta sem medida contra a própria natureza» S. Teresa Benedita da Cruz

«Jamais creiais que adquiristes uma virtude, enquanto não a tiverdes provado com aquilo que lhe é contrário» S. Teresa de Ávila

«Nega os teus desejos e encontrarás o que deseja o teu coração» S. João da Cruz

«O Senhor gosta muito da alma disciplinada» S. Teresa de Ávila

Mansidão

«quem fala pouco possui a ciência, e o homem inteligente mantém a calma» Prv 17,27

«filho não te apliques em muitas actividades» Sir 11,10

«ninguém queira defender com a polémica nem a sua própria fé» S. Agostinho, Serm. 357, 4

«mas se queres ser pacificador entre dois teus amigos que estão em discórdia, começa por ti mesmo a ser pacífico: deves meter paz em ti mesmo interiormente, onde talvez estejas em luta quotidiana contigo mesmo» S. Agostinho, Serm. 53/A, 12

«alguns fazem as pazes com os defeitos, e logo chega a sua ruína» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VII, 6

«na via de Deus o não avançar é voltar para trás» S. Agostinho

«quem reza vence: quem não reza é vencido» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, resumo final, 15

Maria

«mas, ao passo que, na Santíssima Virgem, a Igreja alcançou já aquela perfeição sem mancha nem ruga que lhe é própria (cfr. Ef 5, 27), os fiéis ainda têm de trabalhar por vencer o pecado e crescer na santidade; e por isso levantam os olhos para Maria, que brilha como modelo de virtudes sobre toda a família dos eleitos» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 65

«a verdadeira devoção não consiste numa emoção estéril e passageira, mas nasce da fé, que nos faz reconhecer a da Mãe de Deus e nos incita a amar filialmente a nossa Mãe e a imitar as Suas virtudes» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 67

«Bendito seja o nosso Deus que nos deu a sua Mãe por nossa Mãe» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«A Virgem Nossa Senhora, quando em sua grande sabedoria perguntou ao Anjo: "Como se fará isto?" (Lc 1,34) E tendo ouvido a resposta: "O Espírito Santo sobrevirá em ti, e a virtude do Altíssimo te fará sombra", não tratou mais de perguntar. Quanto temos a aprender da humildade da Virgem Sacratíssima!» S. Teresa de Ávila

«Pareçamo-nos nalguma coisa com a grande humildade da Virgem Sacratíssima. Por muito que nos pareça que nos humilhamos, ficamos bem longe de ser filhos de tal Mãe» S. Teresa de Ávila

«Ninguém penetrou tanto a profundidade do Mistério de Cristo como a Virgem Maria» Beata Elizabete da Trindade

«Não tema amar demais a SS. Virgem, jamais você amará bastante, e Jesus ficará contente, pois a SS. Virgem é Sua Mãe» S. Teresinha do Menino Jesus

«Foi pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo e é também por ela que deve reinar no mundo» S. Luís Maria Grignion de Montfort, Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem, 1

Misericórdia

«esta onda de misericórdia não pode penetrar nos nossos corações enquanto não tivermos perdoado àqueles que nos ofenderam. [...]. Na recusa de perdoar aos nossos irmãos ou irmãs, o nosso coração fecha-se mais, a sua dureza torna-o impermeável ao amor misericordioso do Pai» Catecismo da Igreja Católica, 2840

«na confissão o homem exprime a sua humildade, na misericórdia Deus manifesta a Sua grandeza» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 14, 5

«Oh, como sou feliz por me ver imperfeita e ter tanta necessidade da misericórdia do bom Deus no momento da morte» S. Teresinha do Menino Jesus

Modéstia

«a pureza exige o pudor. O pudor é parte integrante da temperança. O pudor preserva a intimidade da pessoa. Designa a recusa de mostrar o que deve ficar oculto. Ordena-se para a castidade e comprova-lhe a delicadeza. Orienta os olhares e as atitudes em conformidade com a dignidade das pessoas e os sentimentos que as unem» Catecismo da Igreja Católica, 2521

«Pudor é modéstia. Inspira a escolha do vestuário» Catecismo da Igreja Católica, 2522

«o pudor inspira um modo de viver que permita resistir às solicitações da moda e à pressão das ideologias dominantes» Catecismo da Igreja Católica, 2523

«as formas revestidas pelo pudor variam de cultura para cultura. No entanto, ela continua a ser, em toda a parte, o pressentimento duma dignidade espiritual própria do homem» Catecismo da Igreja Católica, 2524

«todos nós temos o dever de nos vestirmos com decência, modéstia e dignidade. As pessoas que se apresentam indecentemente vestidas, tornam-se um incentivo ao pecado, sendo responsáveis não só pelos pecados próprios, mas também pelos pecados que os outros cometeram por sua causa. Pensem que a moda, se indecente -e vemos que o mundo, infelizmente, segue-a como se fosse uma lei-, é um ardil diabólico, uma rede astuciosa, onde o Demónio apanha as almas» Ir. Lúcia, Apelos da Mensagem de Fátima, Secretariado dos Pastorinhos, Fátima 2000, pp. 28-29

«o vestido modesto com que nos devemos cobrir é como que um distintivo que nos diferencia no meio da corrente da imoralidade e pelo qual damos um verdadeiro testemunho de Cristo» Ir. Lúcia, Apelos da Mensagem de Fátima, Secretariado dos Pastorinhos, Fátima 2000, pp. 29-30

Mundo

«na minha opinião, as características da nossa época, são a perfeição de meios e a confusão de fins» Albert Einstein

«aqueles que vivem segundo a carne não podem agradar a Deus» Rom 8,8

«um duro combate contra os poderes das trevas atravessa, com efeito toda a história humana» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 37

«Tenho sofrido muito ao ver o esquecimento em que os homens vivem para com Deus. Vivem em desenfreada alegria, ofendendo-O, sem pensar que cada ano aproximam-se mais da morte» S. Teresa dos Andes

Obediência

«obedecer vale mais que oferecer sacrifícios» 1Sam 15,22

«é a obediência, e só ela, que nos manifesta com certeza a vontade divina. É possível que o superior cometa um erro, mas não é possível que nós, seguindo a obediência, sejamos induzidos em erro» S. Maximiliano Maria Kolbe

«daquilo que se faz por obediência não se tem de dar contas a Deus» S. Filipe Neri

Ocultismo

«não deixarás viver aquela que pratica a magia» Ex 22,17

«quando entrares na terra que Iahweh teu Deus te dará, não aprendas a imitar as abominações daquelas nações. Que em teu meio não se encontre alguém que queime seu filho o filha, nem que faça pressagio, oráculo, adivinhação ou magia, ou que pratique encantamentos, que interrogue espíritos ou adivinhos, ou ainda que invoque os mortos; pois quem pratica essas coisas é abominável a Iahweh, e é por causa dessas abominações que Iahweh teu Deus as desalojará em teu favor» Dt 18,9-12

«As idéias do movimento New Age (Nova Era) conseguem, às vezes, insinuar-se na pregação, na catequese, nas obras e nos retiros, e deste modo influenciam até mesmo católicos praticantes que, talvez, não tenham consciência da incompatibilidade entre aquelas ideias e a fé da Igreja. Na sua visão sincretista e imanente, esses movimentos para-religiosos dão pouca importância à Revelação; pelo contrário, procuram chegar a Deus mediante a inteligência e a experiência, baseadas em elementos provenientes da espiritualidade oriental ou de técnicas psicológicas. Tendem a relativizar a doutrina religiosa, em benefício de uma vaga visão mundial, expressa como sistema de mitos e de símbolos, mediante uma linguagem religiosa. Além disso, apresentam com frequência um conceito panteísta de Deus, o que é incompatível com a Sagrada Escritura e com a Tradição cristã. Eles substituem a responsabilidade pessoal das próprias acções perante Deus por um sentido de dever em relação ao cosmo, opondo-se, assim, ao verdadeiro conceito de pecado e à necessidade de redenção por meio de Cristo». S. João Paulo II, Discurso aos Bispos norte-americanos, 28.05.1993

Oração

«quem deixa pois a oração deixará de amar a Jesus Cristo» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar Jesus Cristo, 8, 20

«quem reza salva-se, quem não reza perde-se» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar Jesus Cristo

«não existirá muita perfeição sem muita oração» S. Luís Gonzaga

«na oração é melhor ter um coração sem palavras, que palavras sem coração» Gandhi

«não há homem mais poderoso que aquele que reza» S. João Crisóstomo

«quem desempenha sem trégua o ministério da oração e da penitência contribui á extensão da Igreja e à salvação das almas muito mais de quem cultiva a vinha do Senhor com o trabalho apostólico» Pio XI, Umbratilem

«que coisa significa cantar no júbilo? Compreender e não saber explicar em palavras aquilo que se canta no coração» S. Agostinho, Comentário aos Salmos

«quando a emoção cresce, sentem que não podem mais exprimir-la em palavras e então se lançam numa modulação de notas» S. Agostinho, Comentário aos Salmos

«o júbilo é aquela melodia, com a qual o coração infunde quanto não consegue exprimir em palavras» S. Agostinho, Comentário aos Salmos

«Sabe verdadeiramente viver bem que sabe rezar bem» S. Agostinho

«mas enganar-se-ia se pensasse que os cristãos comuns se podem contentar com uma oração superficial, incapaz de encher a sua vida. Normalmente perante as numerosas provas que o mondo de hoje coloca à fé, esses seriam não somente cristãos medíocres, mas "cristãos a risco"» S. João Paulo II, Novo millenio ineunte, 34

«boa coisa é a oração com o jejum e a esmola com a justiça» Tb 12,8

«a oração é condição indispensável para se poder obedecer aos mandamentos de Deus» Catecismo da Igreja Católica, 2098

«foi pela oração que Jesus venceu o Tentador desde o princípio e no último combate da sua agonia» Catecismo da Igreja Católica, 2849

«uma distracção revela-nos aquilo a que estamos apegados» Catecismo da Igreja Católica, 2729

«os Institutos de vida contemplativa, pelas suas orações, penitências e tribulações, têm uma importância máxima na conversão das almas» Concílio Vaticano II, Ad gentes, 40

«a suma obra do homem é apenas louvar a Deus» S. Agostinho, Serm. 9

«se te cansasses de amar, virias também a desanimar no louvor» S. Agostinho, En. in ps. 83, 8

«um tem tempo para aquilo que ama» Pe. Duarte Sousa Lara

«é na oração onde se aprende a amar e a ser amado» Pe. Duarte Sousa Lara

«quem deixa pois a oração deixará de amar Jesus Cristo» S. Afonso Maria de Ligório

«nós não sabemos o que devemos pedir em nossas orações e, às vezes, não somos atendidos porque pedimos mal» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 16

«a redescoberta do valor do silêncio é um dos segredos para a prática da contemplação de da meditação» S. João Paulo II, Rosarium Virginis Mariae, 31

«a oração e o sacrifício são toda a minha força» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, X, 15

«se orais e amais, tendes a felicidade do homem sobre a terra» S. Cura d'Ars, Catécisme sur la prière

«orai uns pelos outros para serdes curados. A oração fervorosa do justo tem muito poder» Tg 5,16

«os olhos do Senhor estão fixos nos justos e os ouvidos do Senhor estão atentos às suas súplicas» 1Pd 3,12

«se Me pedirdes alguma coisa em Meu Nome, Eu o farei» Jo 14,14

«pedi e ser-vos-á dado» Mt 7,7

«tudo o que pedirdes na oração, crede que já o recebestes e haveis de obtê-lo» Mc 11,24

«digo-vos: se 2 ou 3 de entre vós se unirem, na Terra, para pedir qualquer coisa, hão-de obtê-la de meu Pai que está no Céu. Pois, onde estiverem dois ou três reunidos em Meu Nome, Eu estou no meio deles» Mt 18,19

«O caminho da mais alta contemplação deve ser a humanidade de Cristo» S. Teresa de Ávila

«A alma necessita de silêncio para concentrar-se na adoração» Beata Elizabete da Trindade

«Na solidão fala Deus ao coração!» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Para conseguir ver atendidos os pedidos que temos no coração, não existe meio melhor do que aquele de colocar a eficácia de nossa oração no pedir a Deus aquilo que Lhe causa mais prazer» S. Teresa Benedita da Cruz

«A oração mental não é senão uma íntima relação de amizade, um frequente entretenimento a sós com Aquele que sabemos que nos ama (Santa Teresa de Jesus)A oração mental não é senão uma íntima relação de amizade, um frequente entretenimento a sós com Aquele que sabemos que nos ama» S. Teresa de Ávila

«A oração não é senão um facto de amor, e é insensato pensar que só se faz oração quando se dispõe de tempo» S. Teresa de Ávila

«Não há melhor meio para descobrir as insidias do demónio e obrigá-lo a dar-se a conhecer, do que o da oração» S. Teresa de Ávila

«Também tenho muitas distracções durante a oração, mas logo que me dou conta, rezo pelas pessoas que ocupam minha imaginação e assim elas aproveitam das minhas distracções» S. Teresinha do Menino Jesus

Paciência

«sê paciente com todo o mundo; mas sobretudo contigo mesmo» S. Francisco de Sales

«agrada a Deus quem se mortifica com jejuns, cilícios e disciplinas, pela fortaleza que exercita no mortificar-se; mas muito mais Lhe agrada quem é forte em sofrer com paciência e alegria as cruzes que Deus lhe manda» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar Jesus Cristo, V, 12

Paz

«a paz da alma racional é o ordenado acordo do pensar e do agir» S. Agostinho, De civ. Dei. 19, 13, 1

«não vos inquieteis com nada. Em todas as circunstâncias, apresentai a Deus as vossas preocupações, mediante a oração, as suplicas e acção de graças. E a Paz de Deus que ultrapassa toda a inteligência, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus» Fil 4,6

«Cada um deve conhecer a si mesmo para saber onde e como poderá encontrar a serenidade e a paz» S. Teresa Benedita da Cruz

«Nada te perturbe - Nada te espante - Tudo passa - Deus não muda - A paciência tudo alcança - Quem a Deus tem - Nada lhe falta - Só Deus basta» S. Teresa de Ávila

Pecado

«odiai o mal, vós que amais o Senhor» Sal 96

«o principio de todo o pecado é o orgulho» Ecl 10,13

«o mal volta-se contra quem o pratica» Ecl 27,27

«neste pecado [original], o homem [...] optou por si contra Deus, contra as exigências da sua condição de criatura e, daí, contra o seu próprio bem» Catecismo da Igreja Católica, 398

«a natureza humana não se encontra totalmente corrompida: está ferida nas suas próprias forças naturais [...] e inclinada ao pecado» Catecismo da Igreja Católica, 405

«os pecadores é que foram os autores [...] de todos os sofrimentos que o Divino Redentor suportou» Catecismo da Igreja Católica, 598

«Deus não predestina ninguém ao Inferno. Para ter semelhante destino, é preciso haver uma aversão voluntária a Deus (pecado mortal) e persistir nela até ao fim» Catecismo da Igreja Católica, 1037

«morrer em pecado mortal sem arrependimento e sem dar acolhimento ao amor misericordioso de Deus é a mesma coisa que morrer separado d'Ele para sempre, por livre escolha própria. E é este estado de auto-exclusão definitiva da comunhão com Deus e com os bem-aventurados que se designa pela palavra "Inferno"» Catecismo da Igreja Católica, 1033

«por si mesmo e por próprias forças não há ninguém que se liberte do pecado» Concílio Vaticano II, Ad gentes, 8

«toda a vida humana, quer singular quer colectiva, apresenta-se como uma luta dramática entre o bem e o mal, entre a luz e as trevas» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 13

«Deus de facto quando pune os pecadores, não lhes inflige um mal Seu, mas abandona-os aos seus males» S. Agostinho, En. in ps. 5, 10

«tinha-me tornado eu próprio para mim mesmo um grande problema» S. Agostinho, Confess. 4, 4, 9

«por meio de coisas pequenas o demónio vai fazendo buracos por onde entram coisas grandes» S. Teresa de Ávila

«Sabeis [jovens] o que significa cair em pecado mortal? Quer dizer renunciar a sermos filhos de Deus para tornar-nos escravos de satanás» São João Bosco, O jovem instruído na prática de seus deveres religiosos

«o que não depende da nossa vontade não pode ser considerado virtude nem vício» S. Gregório de Nissa, Homilia 6

«Efectivamente, é mais de lamentar quem faz o mal do que quem o sofre, porque a maldade do homem iníquo atrai sobre si o castigo, ao passo que a paciência do justo leva-o à glória.» S. Leão Magno, Sermo 95, 4-6

«Quando as pessoas escolhem afastar-se do fogo, ele continua a arder, mas elas ficam frias. Quando escolhem afastar-se da luz, esta continua a iluminar, mas elas ficam na escuridão. O mesmo ocorre quando se afastam de Deus» S. Agostinho

Penitência

«as penitências exteriores se fazem principalmente para três efeitos: primeiro, para satisfação dos pecados passados; segundo, para vencer-se a si mesmo, a saber, para que a sensualidade obedeça à razão e todas as partes inferiores estejam sujeitas às superiores; terceiro, para buscar e achar alguma graça ou dom que a pessoa quer e deseja, como, por exemplo, se deseja ter interna contrição de seus pecados, ou chorar muito sobre eles ou sobre as penas e dores que Cristo nosso Senhor passava na sua Paixão, ou para solução de alguma dúvida em que a pessoa se acha» S. Inácio de Loyola, Exercícios Espirituais, 87

«Agradecendo a Deus pelos seus benefícios, pagamos-Lhe o que Lhe devemos, mas suportando as penas com paciência e por seu amor, Deus se torna em certo sentido nosso devedor» S. João Crisóstomo

Providência

«Deus actua nos acontecimentos concretos e pessoais de cada um de nós» S. João Paulo II, aos jovens na JMJ, 16.08.2000

«Ele [Cristo] guia a história tantos dos indivíduos como da humanidade» S. João Paulo II, aos jovens na JMJ, 16.08.2000

«a Deus, todos os momentos do tempo estão presentes na sua actualidade. Por isso, Ele estabelece o seu desígnio eterno de «predestinação», incluindo nele a resposta livre de cada homem à sua graça» Catecismo da Igreja Católica, 600

«gosto de tudo o que Deus me dá» S. Teresinha do Menino Jesus, Últimas conversas, 14-VIII

Sacerdócio

«vim [para o Carmelo] para salvar as almas e, especialmente, para rezar pelos sacerdotes» S. Teresinha do Menino Jesus, História de uma alma, VII, 4

Salvação

«não se poderiam salvar aqueles [homens] que, não ignorando ter sido a Igreja católica fundada por Deus, por meio de Jesus Cristo, como necessária, contudo, ou não querem entrar nela ou nela não querem perseverar» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 14

«não se salva, porém, embora incorporado à Igreja, quem não persevera na caridade: permanecendo na Igreja pelo «corpo», não está nela com o coração. Lembrem-se, porém, todos os filhos da Igreja que a sua sublime condição não é devida aos méritos pessoais, mas sim à especial graça de Cristo; se a ela não corresponderem com os pensamentos, palavras e acções, bem longe de se salvarem, serão antes mais severamente julgados» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 14

«com efeito, aquele que, ignorando sem culpa o Evangelho de Cristo, e a Sua Igreja, procuram, contudo, a Deus com coração sincero, e se esforçam, sob o influxo da graça, por cumprir a Sua vontade, manifestada pelo ditame da consciência, também eles podem alcançar a salvação eterna» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 16

«todos os homens de boa vontade, em cujos corações a graça opera ocultamente» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 22

«[os catecúmenos são] libertos dos poderes das trevas pelos sacramentos da iniciação cristã» Concílio Vaticano II, Ad gentes, 14

«o Espírito Santo dá a todos a possibilidade de se associarem a este mistério pascal por um modo só de Deus conhecido» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 22

«Aquele que te criou sem ti não te justificará sem ti» S. Agostinho, Serm. 169, 3

«Não é a actividade humana que pode salvar-nos, mas só a Paixão de Cristo» S. Teresa Benedita da Cruz

«Como núcleo e centro da sua Boa Nova, Cristo anuncia a salvação, esse grande dom de Deus que é libertação de tudo aquilo que oprime o homem, e que é libertação sobretudo do pecado e do maligno, na alegria de conhecer a Deus e de ser por ele conhecido, de o ver e de se entregar a ele. Tudo isto começa durante a vida do mesmo Cristo e é definitivamente alcançado pela sua morte e ressurreição; mas deve ser prosseguido, pacientemente, no decorrer da história, para vir a ser plenamente realizado no dia da última vinda de Cristo, que ninguém, a não ser o Pai, sabe quando se verificará» Beato Paulo VI, Evangelii nuntiandi, n. 9

«Fora da Igreja é possível tudo, excepto a salvação» S. Agostinho

Santa Missa

«ninguém come desta Carne sem antes adorá-La» S. Agostinho, Enarr. In Ps.

«sabe, o cristão, que si tem maior mérito escutando devotamente uma S. Missa que com distribuir aos pobres todos próprios os bens e andar peregrinando por toda a terra» S. Bernardo

«se conhecemos o valor do S. Sacrifico da Missa, que grande zelo meteríamos em escuta-la» S. Cura d'Ars

«vale mais escutar devotamente uma S. Missa que jejuar um ano a pão e água» S. Leonardo

«a Missa é medicina para curar as nossas enfermidades e holocausto para pagar pelas nossas culpas» S. Cipriano

«o Verbo, que se fez carne há dois mil anos, está hoje presente na Eucaristia» S. João Paulo II, aos jovens na JMJ, 19.08.2000

«[os fiéis] participem na acção sagrada, consciente, activa e piedosamente [...] dêem graças a Deus; aprendam a oferecer-se a si mesmos» Concílio Vaticano II, Sacrosanctum Concilium, 48

«pela participação no sacrifício eucarístico de Cristo, fonte e centro de toda a vida cristã, oferecem a Deus a vítima divina e a si mesmos juntamente com ela; assim quer pela oblação quer pela sagrada comunhão, não indiscriminadamente mas cada um a seu modo, todos tomam parte na acção litúrgica» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 11

«outra coisa não faz a participação no Corpo e Sangue de Cristo, do que transformar-nos naquilo que recebemos» S. Leão Magno, Sermo 63, 7

«ao celebrar o sacrifício eucarístico, unimo-nos no mais alto grau ao culto ao culto da Igreja celeste, comungando e venerando a memória, primeiramente da gloriosa sempre Virgem Maria, de S. José, dos santos Apóstolos e mártires e de todos os santos» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 50

«na santíssima Eucaristia está contido todo o tesouro espiritual da Igreja, isto é, o próprio Cristo» Concílio Vaticano II, Presbyterorum ordinis, 5

«quem recebe o sacramento da unidade [a Eucaristia] e não conserva o vinculo da paz, recebe não um sacramento para sua salvação, mas uma prova para a sua danação» S. Agostinho, Serm. 272, 1

«para retirar grande fruto da Comunhão é necessária uma longa acção de graças» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VIII, 28

«aproveita mais a alma com uma Comunhão que com uma semana de jejuns a pão e água» S. Vicente Ferrer

«A comunhão é um céu na terra para a alma que se compenetra bem do ato que faz» S. Teresa dos Andes

Santidade

«com Cristo a santidade - projecto divino para todo o baptizado - torna-se realizável; contai com ele; crede na força invencível do evangelho e ponde a fé como fundamento da vossa esperança. Jesus caminha convosco, renova o vosso coração e fortalece-vos com o vigor do seu Espírito. Jovens de todos os continentes, não tenhais medo de ser os santos do novo milénio!» João Paulo II, Mensagem aos jovens por ocasião da XV JMJ, 29.06.1999

«o cristianismo proposto não pode ficar reduzido a um medíocre compromisso de honestidade segundo critérios sociológicos, mas deve visar verdadeiramente a santidade» S. João Paulo II, Carta aos sacerdotes (5ª feira santa 2001), 15

«os cristãos de qualquer estado ou ordem, são chamados à plenitude da vida cristã e à perfeição da caridade» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 40

«se o Baptismo é uma verdadeira entrada na santidade de Deus através do inserimento em Cristo e da inabitação do seu Espírito, seria um contra-senso contentar-se com uma vida medíocre, vivida seguindo uma ética minimalista e de uma religiosidade superficial» S. João Paulo II, Novo millenio ineunte, 31

«resta ao povo santo lutar, com a graça do Alto, para alcançar os bens que Deus promete. Para possuir e contemplar a Deus, os fiéis de Cristo mortificam os seus maus desejos, e com a graça do mesmo Deus levam a melhor sobre as seduções do prazer e do poder» Catecismo da Igreja Católica, 2549

«toda a santidade consiste em amar a Deus, e todo o amor a Deus consiste em fazer a Sua Vontade» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo

«portanto, ainda que, na Igreja, nem todos sigam pelo mesmo caminho, todos são, contudo, chamados à santidade» Concílio Vaticano II, Lumen gentium, 32

«oferecendo a Deus o seu trabalho, o homem se associa à obra redentora de Cristo» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 67

«toda a santidade consiste em amar a Deus, e todo o amor a Deus consiste em fazer a Sua Vontade» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, resumo final, 21

«Deus quer todos santos, e cada um no seu estado» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo

«a santidade não existe sem o Espírito Santo» S. Basílio de Cesarea, O Espírito Santo, 16, 38

«se tu dissesses, de facto, que és santo por mérito teu, serias soberbo. Por outro lado, se és fiel em Cristo e membro de Cristo e dissesses que não és santo, serias ingrato» S. Agostinho, Enarratio in Psalmum 85, 4

«o único limite da perfeição é não ter limite» S. Gregório de Nisa, Vida de Moisés, I, 5

«Vida é viver de modo a não temer a morte» S. Teresa de Ávila

«Amemo-Lo. Sejamos generosos. Não olhemos o que fazemos, mas o muito que nos falta para corresponder a Seu amor» S. Teresa dos Andes

«A perfeição consiste em fazer a vontade de Deus, em ser o que Ele quer que sejamos» S. Teresinha do Menino Jesus

«O amor sabe tirar proveito de tudo; do bem e do mal que encontra em nós» S. Teresinha do Menino Jesus

«Que bom e verdadeiro amor o de quem é capaz de fazer bem a todos, sacrificando-se pelos outros. Progride muito, assim, em todas as virtudes» S. Teresa de Ávila

«A santidade é muito simples, é entregar-se confiante e amorosamente nos braços de Deus, querendo e fazendo o que cremos que Ele quer» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Tenho para mim que o sacrifício não é mais que: o amor posto em acção» Beata Elizabete da Trindade

Soberba

«na prosperidade o homem esquece aquilo que é» S. Gregório Magno, Regra Pastoral

«todas as actividades humanas, constantemente ameaçadas pela soberba e amor próprio desordenado, devem ser purificadas» Concílio Vaticano II, Gaudium et spes, 37

«a mente ímpia odeia por fim o próprio compreender» S. Agostinho, Serm. 156, 1

«às vezes o homem de mente perversa teme de compreender, para não ser obrigado a meter em pratica aquilo que pode ter compreendido» S. Agostinho, Serm. 156, 1

«a soberba produz a discórdia, enquanto o amor produz a união» S. Agostinho, Serm. 46, 18

«grande é o pecado da soberba, é a origem e a causa de todos os pecados» S. Agostinho, En. in ps. 18, II, 15

«quantos procuram Jesus só pelos benefícios temporais!... É difícil que se procure Jesus por Jesus» S. Agostinho, In Io. Ev. tr. 25, 10

«estava cheio de mim e por isso longe de Vós» S. Agostinho, Confissões 7, 7

«irritar-se connosco depois de cometido um defeito não é humildade, mas fina soberba» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VI, 11

«maldito o amor próprio que nos faz perder ou tudo ou a maior parte do fruto das nossas boas acções» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VII, 3

«quem pelo estudo deixa a oração dá sinal que no estudo não procura a Deus, mas a si mesmo» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VIII, 24

«o soberbo confia nas suas próprias forças e por isso cai» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, IX, 5

«o amor desordenado de si próprio é a causa de todos os pecados» S. Tomás de Aquino, Summa theologiae, I-II, q. 77, a. 4

Sofrimento

«sabes que as almas mais queridas ao meu pai são aquelas que são aflitas de sofrimentos maiores» S. Teresa de Ávila

«a fonte mais importante da infelicidade consiste na ilusão de encontrar a vida renunciando a Deus, de conquistar a liberdade excluindo as verdades morais e a responsabilidade pessoal» S. João Paulo II, Homilia aos jovens, 28.07.2002

«esta é a ciência dos santos, sofrer constantemente por Jesus» S. Francisco de Sales

«quem sofre com mais paciência goza de mais paz» S. Afonso Maria de Ligório

«o sofrimento aproxima-nos de Deus» S. Teresinha do Menino Jesus

«só com a oração e o sofrimento podemos ser úteis à Igreja» S. Teresinha do Menino Jesus

«Se tens que sofrer, prova é de que o Senhor te ama com predileção» Beata Elizabete da Trindade

«O melhor da vida é poder sofrer com Jesus e por Jesus» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Como o bom Deus é bom!? Como Ele proporciona as provações às forças que nos dá» S. Teresinha do Menino Jesus

«Mais estima Deus em ti o inclinares-te à secura e a padeceres por seu amor, que todas as consolações, visões espirituais e meditações que possas ter» S. João da Cruz

«Na tribulação recorre logo a Deus confiantemente, e serás animado, esclarecido e ensinado» S. João da Cruz

«Tudo se faz doce, estando Ele contente!» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Sacrifiquemo-nos por Aquele que amamos mais que a nós mesmos; então nada custa, tudo fica fácil» S. Teresinha do Menino Jesus

«O Senhor não envia a dor, senão para maior bem das almas» Beata Maria Maravilhas de Jesus

Temor de Deus

«embora devamos estimar sobretudo o serviço intenso de Deus, nosso Senhor, por puro amor, devemos contudo louvar muito o temor da sua divina Majestade. Porque não somente o temor filial é coisa piedosa e santíssima, mas mesmo o temor servil, quando outra coisa melhor e mais útil não se pode conseguir, ajuda muito a sair do pecado mortal. E, uma vez que se sai dele, facilmente se chega ao temor filial que é totalmente aceite e agradável a deus, nosso senhor, por ser inseparável do amor divino» S. Inácio de Loyola, Exercícios Espirituais, 370

«Como te atreves a folgar tão sem temor, pois hás de comparecer diante de Deus e prestar conta da menor palavra e pensamento?» S. João da Cruz

Verdade

«luta até à morte pela verdade, e o Senhor Deus combaterá por ti» Ecl 4,28

«Quem procura a verdade, consciente ou não, procura Deus» S. Teresa Benedita da Cruz

«a humildade é a verdade» S. Teresa de Ávila

«de muitas maneiras o diabo combateu a verdade. Ele procurou por vezes de destruir-la, fingindo de defender-la. Faz-se defensor do único Deus, Omnipotente, Criador do mundo, para fazer nascer a heresia» Tertuliano, Tratado contra Prassea

«todos os homens têm o dever de buscar a verdade, sobretudo no que diz respeito a Deus e à sua Igreja e, uma vez conhecida, de a abraçar e guardar» Concílio Vaticano II, Dignitatis humanae, 1

«Serás sábio, se não acreditares de sê-lo» S. Agostinho, De an. et eius or. 3, 1, 1

«ama muito o compreender» S. Agostinho, Ep. 120, 3, 13

«os homens são demasiado débeis para encontrar a verdade só com a razão» S. Agostinho, Confess. 6, 5, 8

«não vence se não a verdade, e a vitória da verdade é a caridade» S. Agostinho, Serm. 358, 1

«a verdade pode ser ocultada por um certo tempo, mas não pode ser vencida. A iniquidade poder florescer por algum tempo, mas não pode permanecer muito» S. Agostinho, En. in ps. 61, 16

«A pastoral da verdade pode desagradar e ser incómoda. Mas é a via para a cura, para a paz, para a liberdade interior. Uma pastoral que queira verdadeiramente ajudar a pessoa deve sempre fundar-se na verdade. Somente o que é verdadeiro pode, em última instância, ser também pastoral» Bento XVI

Vontade de Deus

«é pela oração que podemos "discernir qual (seja) a vontade de Deus" (Rm 12,2; Ef 5, 17) e obter a "perseverança para a cumprir" (He 10, 36)» Catecismo da Igreja Católica, 2826

«tu sabes que coisa desejas, mas só Ele sabe que coisa precisas» S. Agostinho, Serm. 80, 1

«as graças que pedimos [a Deus na oração] devem referir-se à salvação eterna; e por isso é necessário advertir que a promessa [do Senhor] não é para as graças temporais: estas, quando são úteis à salvação eterna, o Senhor concede-as a nós e quando não, nega-as a nós» S. Afonso Maria de Ligório, Prática de amar a Jesus Cristo, VIII, 38

«não deixes que se te turbe o animo por nada que aconteça neste mundo. Nada acontece que não seja a vontade de Deus. E eu estou certo de que qualquer coisa que aconteça, por terrível que pareça aos olhos, será sempre de facto o melhor» S. Tomás More, Cartas

«nem todo o que diz Senhor, Senhor, entrará no Reino dos Céus, mas sim aquele que faz a vontade de Meu Pai que está no Céu» Mt 7,21

«Se não dermos ouvidos ao Senhor quando nos chama, pode acontecer que não consigamos encontrá-lo quando o quisermos» S. Teresa de Ávila

«A vontade de Deus é um alimento espiritual que fortifica a alma que se entrega contente a Ele» S. Teresa dos Andes

«Que te aproveita dar a Deus uma coisa se Ele te pede outra? Considera o que Deus quer e faze-o, que assim satisfarás melhor o teu coração do que com aquilo a que te inclinas» S. João da Cruz

«Cumprir a amorosíssima vontade de nosso Deus, é unicamente o que importa na vida; e nisto está a paz, a felicidade e, sobre tudo, a santificação» Beata Maria Maravilhas de Jesus

«Deus não conduz todas as almas pela mesma via; pode acontecer que, a seus olhos, aquele que se julga mais atrás se encontre, ao invés, mais na frente» S. Teresa de Ávila

«Nada pode acontecer-me que Deus não queira. E tudo o que Ele quer, por muito mau que nos pareça, é na realidade o melhor» S. Tomás Moro, Carta escrita na prisão à sua filha Margarida

«Não há duas maneiras boas de servir a Deus. Há apenas uma: servi-Lo como Ele quer ser servido» S. Cura d'Ars